NEGPEI – Núcleo de Estudos de Gênero na Política Externa e Internacional
  • Assista à palestra da Profª. Dra. Mónica Salomón sobre política externa feminista na Universidad Nacional Autónoma do México (UNAM)

    Publicado em 07/05/2024 às 16:04

    No último dia 6 de maio, às 14:00 (horário de Brasília), a coordenadora do NEGPEI, Profª. Dra. Mónica Salomón, ministrou a palestra com o tema: “Políticas externas feministas na América Latina: suas semelhanças e diferenças com as do Norte Global”.

    O evento foi organizado pelo Centro de Relações Internacionais da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM) e transmitido online.

    Acesse a gravação completa da palestra no YouTube através do seguinte link: Palestra Políticas exteriores feministas en América Latina; sus semejanzas y diferencias con las de los países del norte global.


  • Coordenadora do NEGPEI, Profª. Dra. Mónica Salomón, ministra palestra sobre política externa feminista na Universidad Nacional Autónoma do México (UNAM)

    Publicado em 24/04/2024 às 17:41

    No próximo dia 6 de maio, às 11:00 (horário de CDMX) e 14:00 (horário de Brasília), a coordenadora do NEGPEI, Profª. Dra. Mónica Salomón, ministrará palestra com o tema: “Políticas externas feministas na América Latina: suas semelhanças e diferenças com as do Norte Global”.

    O evento é organizado pelo Centro de Relações Internacionais da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM) e terá transmissão online (conferir link).

    Mais informações podem ser encontradas no site da Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da UNAM.


  • Mónica Salomón ministra palestra no MIT: “Latin American vs DAC/OECD’s Feminist/Gender-Sensitive Foreign Policies”

    Publicado em 08/04/2024 às 13:55

    Professora Mónica Salomón, coordenadora do NEGPEI-UFSC, dará palestra no Massachusetts Institute of Technology (MIT).

    A palestra é intitulada “Latin American vs DAC/OECD’s Feminist/Gender-Sensitive Foreign Policies” e acontecerá às 17h30 no dia 30 de abril no campus do MIT.

    Mais informações podem ser encontradas no site do Women’s and Gender Studies Program.

    “The labeling of foreign policies as ‘feminist’ originated with the Development Assistant Committee (DAC)/Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD) members such as Sweden, Canada, and France before being adopted by various Latin American governments, starting with Mexico. The region’s strong commitment to women’s and gender rights in international forums is attributed to a well-connected feminist movement. In this lecture, Dr. Salomón will address the shared foundation of DAC/OECD and Latin America’s feminist foreign policies, emphasizing progressive stances on women’s and gender rights and highlighting Latin America’s distinctive approach, notably its focus on promoting domestic women’s rights rather than those of external communities, in contrast to DAC/OECD countries. 

    Dr. Mónica Salomón is an Associate Professor of International Relations at the Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis, Brazil), a member of its Institute of Gender Studies and also a researcher with the Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPq). She holds a Doctorate in Political Science from the Universitat Autònoma de Barcelona. Between 2014 and 2020, she was one of the two coordinators of the Thematic Area ‘Foreign Policy’ at the Brazilian Political Science Association’s encounters. Her research and publications deal with different actors and levels of analysis (from subnational to supranational) of foreign policies. Her current work focuses on the intersections between gender and foreign policy. 

    This event is organized by the Women’s and Gender Studies Program and supported by the Data + Feminism Lab, the Institute Community and Equity Office (ICEO), Sloan Women 4 Women (SW4W), the Latin American Working Group (Political Science), and the School of Humanities, Arts, and Social Sciences (SHASS) through the Diversity Pre-doctoral Fellowship program.”


  • NEGPEI participa da International Studies Association Conference em San Francisco, California

    Publicado em 08/04/2024 às 13:32

    O NEGPEI, representado pela doutoranda Alessandra Jungs de Almeida, participou em abril de 2024 da International Studies Association Conference em San Francisco, California.

    O painel, intitulado “Gender, Global Governance, and Human Rights”, contou com diferentes apresentações, incluindo a da estudante de doutorado na UFSC, Alessandra Jungs de Almeida, que apresentou o paper “Foreign Policy on Sexual and Reproductive Rights: The Cases of Argentina and Brazil (2010-2022)”. A apresentação faz parte de sua tese de doutorado em andamento no NEGPEI e PPGRI-UFSC.


  • Núcleo de Estudos de Gênero na Política Externa e Internacional (NEGPEI) abre inscrições para grupo de estudos

    Publicado em 02/04/2024 às 16:06

    O NEGPEI, Núcleo de Estudos de Gênero na Política Externa e Internacional, convida:

    Venha fazer parte do Grupo de Estudos do NEGPEI no semestre 2024.1!

    A partir de encontros mensais, com duração média de 1 hora e meia e no formato online, leremos e discutiremos artigos  relativos a temáticas de Gênero e Relações Internacionais!

    Estudantes de todos os cursos de graduação e pós-graduação, inclusive fora da UFSC, são bem-vindos(as). Para se inscrever, escaneie o QR Code no banner ou acesse o link.

    Datas, horários, temas e textos dos encontros:

    10/04, 18h45min – Gênero e Economia Política Internacional:

    INÁCIO-SOARES, Janypher Marcela. O gênero na cadeia global de valor: a participação da mulher na cadeia de confecção e vestuário na Índia. 2020. 19 Páginas.

    08/05, 18h45min – Gênero e Movimentos Sociais Transnacionais:

    PATERNOTTE, David; KUHAR, Roman. “Ideologias de gênero” em movimento. 2018. 20 Páginas.

    12/06, 18h45min – Gênero e Política Externa:

    MERCHER, Leonardo; VILLENAVE, Sabrina. Gênero e paradiplomacia: o caso da Unidade temática de gênero das mercocidades. 2012. 20 Páginas.

    10/07, 18h45min – Gênero e Segurança Internacional:

    TRYGGESTAD, Torunn L. Trick or Treat? The UN and Implementation of Security Council Resolution 1325 on Women, Peace, and Security. 2009. 18 Páginas.

    Todos os textos podem ser encontrados na seguinte pasta (clique aqui).


  • Integrante do NEGPEI modera painel sobre “Justiça Reprodutiva: Movimentos Globais e Conquistas”

    Publicado em 28/03/2024 às 11:57

    Integrante e doutoranda do NEGPEI, Alessandra Jungs de Almeida, será moderadora do painel “Justiça Reprodutiva: Movimentos Globais e Conquistas”, organizado pelo Women’s & Gender Studies Program (WGS) e pelo Women and Gender Services (WXGS) do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

    O painel acontecerá via Zoom, no próximo dia 02/04, às 12:00 (Horário de Brasília). Para participar, basta se inscrever neste link.

    Sobre o evento:

    “Na última década, houve um aumento na organização, nos movimentos e nas conquistas pela justiça reprodutiva e pela soberania sobre o próprio corpo em todo o mundo. Estas conquistas foram particularmente significativas no combate a uma agenda global de atores conservadores.

    Com os palestrantes: Giselle Carino, Hawon Jung e Chantal Umuhoza – junte-se a nós para aprender com especialistas em movimentos, pesquisas e ações de justiça reprodutiva em várias regiões do mundo, incluindo América Latina, Ásia e África.”


  • Laboratório de Estudos de Feminicídios publica o informe “Feminicídios no Brasil 2023”

    Publicado em 14/03/2024 às 12:45

    O Monitor de Feminicídios do Brasil (MFB), mantido pelo Laboratório de Estudos de Feminicídios (LESFEM) da Universidade Estadual de Londrina, registrou 1.706 casos de feminicídios consumados e outros 988 tentados no país em 2023.

    O informe, coordenado pela professora Silvana Mariano, diretora do LESFEM, conta com texto co-autorado por integrante do Núcleo de Estudos de Gênero na Política Externa e Internacional (NEGPEI-UFSC).

    O texto, chamado “Dados Ausentes e Contradados”, foi escrito por Isadora Cruxên, Alessandra Jungs de Almeida (NEGPEI-UFSC), Lauren Klein e Catherine D’Ignazio e tem como objetivo situar o trabalho do LESFEM em relação a movimentos mais amplos relacionados ao “ativismo de dados”, que conectam a produção e uso de dados a objetivos políticos e mudanças sociais.

    O trabalho do LESFEM, conforme abordado no texto, soma-se aos esforços de ao menos 180 organizações em todo o mundo que, em face da ausência de dados, produzem contradados sobre violência letal relacionada a gênero, de acordo com mapeamento do Data + Feminism Lab.

    Para acessar o informe, clique aqui. Para acessar a página do Monitor de Feminicídios do Brasil (MFB), clique aqui.

    Para mais informações sobre o LESFEM e suas metodologias, leia a notícia “Lesfem registra 4,7 feminicídios por dia no Brasil em 2023“.


  • NEGPEI divulga “Curso PPGICH-UFSC: Queer Anti-Fascism: Transnational Sexual Politics in Authoritarian Times”

    Publicado em 17/11/2023 às 13:36

    Queer Anti-Fascism:
    Transnational Sexual Politics in Authoritarian Times

    Organisers:

    • Billy Holzberg, Assistant Professor of Social Justice, King’s College London
    • Howie Rechavia-Taylor, Fellow in International Politics, London School of Economics

    Abstract:

    From Brazil to Germany, India to the US, right-wing authoritarian and fascist movements are on the rise, organising transnationally and increasingly taking state power. These movements commonly position themselves as the protector of the nuclear family as the backbone of the nation, enshrine racist conceptions of the body politic and cement a naturalised gender binary. At the same time, fascist and other authoritarian movements also draw on homonationalist politics – stirring up fears of dangerous and/or conservative racialised ‘Others’ who threaten sexual freedom.

    This 3-day workshop of 15 hours takes the perspective of ‘queer anti-fascism’ to think through and against these transnational mobilisations. It engages with the complex and often contradictory sexual politics of the nationalist right and crafts methodologies of queer resistance to them. While many anti-authoritarian queer movements and scholars have adapted the terminology of fascism and anti-fascism, others remain sceptical of this vocabulary and the historical weight it carries. What, then, is queer anti-fascist politics and how does it sit in relation to wider anti-colonial, feminist, and abolitionist politics? What futures and methodologies of resistance does an anti-fascist queer perspective allow us to imagine and enact? And is queer anti-fascism even a useful framework for understanding the historical present, or does it side-track us by recentring Eurocentric perspectives on the violence of modernity?

    Readings:

    Day 1: Histories of Sex and Fascism in Germany and Beyond

    Day 2: Transnational Anti-Gender and Authoritarian Sexual Politics Today

    • Ojeda, Tomás, Holzberg, Billy and Aiko 2024. Confronting the Hydra: Transnational Anti-Gender Politics (p.5-23). London: Palgrave.
    • Alyosha Goldstein and Simón Ventura 2022. ‘Fascism Now?’ in For Anti-Fascist Futures: Against the Violence of Anti-Imperial Crisis. Brooklyn: Common Notions Press.
    • Gloria Careaga, Mário Pecheny and Sonia 2019. Sexuality in Latin America: Politics at a Crossroad. Sex Politics: https://sxpolitics.org/trendsandtensions/uploads/capitulos/4-latin-america.pdf

    Day 3: Concept Work: From Homonationalism to Queer Anti-Fascism?

    • Puar, 2022. Whither homonationalism? Homonationalism, Femonationalism and Ablenationalism: Critical Pedagogies Contextualised, pp.2-8.
    • Rao, Rahul. 2015. Global Homocapitalism. Radical Philosophy. https://www.radicalphilosophy.com/article/global-homocapitalism
    • Alqaisiya, , 2018. Decolonial queering: The politics of being queer in Palestine. Journal of Palestine Studies, 47(3), pp.29-44.

  • Integrante do NEGPEI debate painel de graduação no IV Seminário MaRIas

    Publicado em 23/10/2023 às 23:18

    Integrante e doutoranda no NEGPEI, Alessandra Jungs de Almeida, será debatedora no painel de graduação “Política Externa, Instituições e Regimes Internacionais” no IV Seminário MaRIas. Para participar do evento, basta se inscrever neste link.

    Mais informações sobre o evento:

    “Nos dias 24, 25 e 26 de outubro de 2023, será realizado o IV Seminário MaRIas – Perspectivas Globais: As Transformações nos Debates de Gênero. O Seminário será em formato híbrido dividido em quatro segmentos: 1) Conferência de Abertura e Encerramento na modalidade presencial; 2) Apresentações de trabalhos na modalidade online, por meio de plataforma digital, 3) Roda de Conversa no prédio do IRI-USP na modalidade presencial, e; 4) Minicursos ofertados na modalidade online, por meio de plataforma digital, com informações a serem divulgadas posteriormente.

    IV Seminário MaRIas – Perspectivas Globais: As Transformações nos Debates de Gênero é uma iniciativa das MaRIas – Grupo de Pesquisa em Gênero e Relações Internacionais do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (IRI-USP).

    Desde 2020, temos organizado esse evento com o intuito de fortalecer os debates sobre gênero no campo das RI, promovendo um espaço rico de troca e reflexão entre pesquisadoras e pesquisadores de diferentes regiões do Brasil e da América Latina

    Debates de Gênero é o tema do ano para as MaRIas. Anualmente escolhemos um recorte temático que guia as nossas atividades, os grupos de estudos, o Seminário e as pesquisas desenvolvidas. Ao longo dos anos, nos propusemos a ampliar nosso diálogo para além da academia e trazer à mesa de conversa a sociedade civil, como no ano de 2022, em que diversas atividades foram desenvolvidas em parceria com ONGs, membros do poder público e de organismos internacionais.”


  • Profª. Dra. Mónica Salomón, coordenadora do NEGPEI, ministra palestra sobre perspectiva de gênero nas políticas externas no PPGEEI – UFRGS

    Publicado em 16/10/2023 às 11:31

    A coordenadora do NEGPEI e pós-doutoranda do PPGEEI-UFRGS, profª Drª Mónica Salomón, ministra, no dia 19 de outubro, às 17h, palestra intitulada “A perspectiva de gênero nas políticas externas: estudo comparado de cinco casos”. O evento, aberto ao público, ocorre de modo exclusivamente presencial na sala 402 da Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS.